sábado, 5 de maio de 2012

ÚLTIMO DIA DE ENCONTRO DE COROS

Estamos no quarto domingo, dos que nos foram concedidos, para organizar estes encontros de coros litúrgicos na Basílica do Sameiro. Creio que todos os coros se apresentaram com dignidade e cumpriram as normas que a Igreja aconselha para bem cantar e rezar nos ofícios divinos.
Não podemos deixar de agradecer a boa vontade e o esforço de cada grupo coral e seus dirigentes. Não podemos, também, deixar de agradecer aos responsáveis pelo Santuário a amabilidade com que nos receberam e os meios que colocaram ao nosso alcance.
Foi opinião geral que as condições acústicas da Basílica não são as ideais sendo, em alguns casos, problemáticas sobretudo no que respeita à posição do novo órgão. O facto de as colunas do órgão estarem por cima do organista e do coro não permite ter a noção do volume com que se está a tocar. Seria preferível colocar o órgão no lugar onde está o velho.
Não posso deixar de repetir que este órgão é muito "sofisticado" (complicado) para quem o tange pela primeira vez. A falta de luzes indicadoras dos registos é uma falha grave na sua construção. Outra falha grave é a falta de luz naquele cantinho que impede, ainda mais, a visão da registação. Só mais uma falha: deveria ter um banco de memórias com chave com acesso, somente, a quem fosse perito na registação.
Mas, pronto: foi o que a Confraria achou por bem adquirir e como, nos tempos que correm todos têm abalizadas opiniões não vale a pena falar. Politiquices.
Vamos voltar para o ano?

Sem comentários: